1) O que é palíndromo?

Um palíndromo é uma palavra ou um número que se lê da mesma maneira nos dois sentidos, normalmente, da esquerda para a direita e ao contrário.

Exemplos: OVO, OSSO, RADAR.

O mesmo se aplica às frases, embora a coincidência seja tanto mais difícil de conseguir quanto maior a frase; é o caso do conhecido:

SOCORRAM-ME, SUBI NO ONIBUS EM MARROCOS.

Diante do interesse pelo assunto (confesse, já leu a frase ao contrário), tomei a liberdade de seleccionar alguns dos melhores palíndromos da língua de Camões...

ANOTARAM A DATA DA MARATONA

ASSIM A AIA IA A MISSA

A DIVA EM ARGEL ALEGRA-ME A VIDA

A DROGA DA GORDA

A MALA NADA NA LAMA

A TORRE DA DERROTA

O CÉU SUECO

O GALO AMA O LAGO

O LOBO AMA O BOLO

RIR, O BREVE VERBO RIR

A CARA RAJADA DA JARARACA

SAIRAM O TIO E OITO MARIAS 



2) O que é Tautologia?


É o termo usado para definir um dos vícios e erros mais comuns de linguagem.

Consiste na repetição de uma idéia, de maneira viciada, com palavras diferentes, mas com o mesmo sentido.

O exemplo clássico é o famoso 'subir para cima' ou o 'descer para baixo'.

Mas há outros, como pode ver na lista abaixo:


- elo de ligação

- acabamento final

- certeza absoluta

- quantia exacta

- nos dias 8, 9 e 10, inclusive

- juntamente com

- expressamente proibido

- em duas metades iguais 

- há anos atrás

- vereador da cidade

- outra alternativa

- detalhes minuciosos

- a razão é porque

- anexo junto à carta

- de sua livre escolha

- superávit positivo

- todos foram unânimes

- conviver junto

- encarar de frente

- multidão de pessoas

- amanhecer o dia

- criação nova

- retornar de novo

- empréstimo temporário

- surpresa inesperada

- escolha opcional

- abertura inaugural 

- possivelmente poderá ocorrer

- comparecer em pessoa

- gritar bem alto

- a seu critério pessoal

- exceder em muito

Note que todas essas repetições são dispensáveis.

Por exemplo, 'surpresa inesperada'. Existe alguma surpresa esperada? É óbvio que não.

Devemos evitar o uso das repetições desnecessárias.

Fique (ou fiquemos) atento(s)  às expressões que utiliza no nosso dia-a-dia.


3) Frases "populares" ditas errôneamente..! Saiba o correto:

"Esse menino não pára quieto, parece que tem bicho carpinteiro"

Correto: "Esse menino não pára quieto, parece que tem bicho no corpo inteiro"


"Batatinha quando nasce, esparrama pelo chão."

Enquanto o correto é: "Batatinha quando nasce, espalha a rama pelo chão."


"Cor de burro quando foge."

O correto é: "Corro de burro quando foge!"


Outro que no popular todo mundo erra:

"Quem tem boca vai a Roma"

O correto é: "Quem tem boca vaia Roma." (isso mesmo, do verbo vaiar).


Um outro: "Cuspido e escarrado" - quando alguém quer dizer que é muito parecido com outra pessoa.

O correto é: "Esculpido em Carrara."(Carrara é um tipo de mármore)


Mais um famoso: "Quem não tem cão, caça com gato."

O correto é: "Quem não tem cão, caça como gato... ou seja, sozinho!"


Vai dizer que você falava corretamente todas dessas?


Vivendo, estudando e aprendendo....!


Isto é o que falta à uma grande parte dos brasileiros....!


Um ótimo fim de semana!


Por favor, aguarde enquanto preparamos sugestões de leitura para você...
Sua opinião:
comentou em 19/08/2012 18:26
Excelente matéria,meus parabéns que Deus ilumine vc cada vez mais,meu amigo.Vc é fora de série,fica com Deus,vc e sua família
Valeu pelo comentário Manoel! Grande abraço! Um ótima semana!