O deputado Francisco Escórcio (PMDB-MA) quer federalizar as investigações e o julgamento dos culpados pelo assassinato do jornalista Decio Sá, morto a tiros no dia 23 de abril quando estava em um bar de São Luiz, logo depois de ter deixado a redação do jornal O Estado do Maranhão. O pedido foi feito nesta segunda feira ao procurador geral da República, Roberto Gurgel. O argumento para o pedido de federalização das investigações é que o crime reúne duas características: a grave violação dos direitos humanos e a necessidade de o Brasil cumprir os tratados internacionais de direitos humanos. Décio Sá é o quarto jornalista assassinado no Brasil este ano. Ele mantinha uma linha crítica e denunciava políticos locais.

Leonel Rocha

Sua opinião: