Leia também:
Blogs com notícias similares:

Atualizado 10 horas atrás.

Por Nogueira em Arte & Cultura desde 02/11/2008

http://magazine.dihitt.com Magazine Brasil

Magazine do Blog: Brasil! Brasil!

Ranking 560º

Atualizado 9 dias atrás.

Por Daniel em Entretenimento desde 07/12/2009

http://danielmatos.dihitt.com DanielMatos.Com.Br

O site com escritos e filmes do bastardo! Com contos, crônicas, comentários de cinema e curtas exclusivos!

Ranking 23566º

Atualizado 3 dias atrás.

Por Allison em Contos e crônicas desde 05/11/2014

http://historiasquenuncavivi.dihitt.com As histórias que nunca vivi

Textos sobre a vida, sobre as paixões e o amor que nos fazem sofrer, mas que também nos fazem pessoas mais maduras e conscientes para encontrarmos o verdadeiro amor.

Sua opinião:
comentou em 27/03/2012 11:12
Acho que é exatamente por isso que não acredito no amor , não foi exatamente uma desilusão mas tudo no princípio é tão envolvente , se encaixa e no decorrer do tempo a transformação é espantosa !
Beijão linda Cê
Excelente dia
respondeu em 28/03/2012 12:51
Ei minha doce Jõ,

Amiga as vezes em uma relação nos entregamos por inteiro e nos esquecemos de nós , de quem somos ou do que gostamos, passamos a viver a vida do outro e não compartilharmos a nossa vida com a do outro e quando acordamos percebemos que não sobrou nada em nós a não ser vazio e decepção e o que infelizmente nos faz desacreditar no amor...o amor é cumplicidade, troca, respeito e principalmente amor próprio , darmos aquilo que temos , e não nos permitir ser sugados ...

Beijosssss no coração..
comentou em 27/03/2012 12:19
Cecilia são atitudes bloqueadoras como esta, que tornam as pessoas descrentes e amargas, deixam se levar por lado de sentimentos maléficos qe só levam a destruição. A ponderação é um meio de libertar dessa condição, lembre- se que os extremos são perigosos, o equilíbrio é o ideal para podermos ter a visão do ideal e libertamos o coração para uma nova aventura. um abraço
respondeu em 28/03/2012 13:00
Ola Odair,

Sábias palavras, exatamente até para amar temos que ter equilíbrio, sabermos nossos limites e sondarmos a terra do coração que estamos entrando. Cada vez que nos entregamos ,mais nos eliminamos um pouco ,e quando os sentimentos se tornam em exagero o risco de nos decepcionarmos é ainda maior. Acreditar em nós e nos amarmos verdadeiramente seria um dos maiores passos para nos envolvermos no amor, pois criamos uma proteção de que nos limita e assim saberemos o que realmente é melhor e o que não vale a pena sem nos machucarmos ou nos frustrarmos mediante a um sentimento tão nobre e tão maravilhoso de sentir. O amor existe, e sua maior atuação é dentro de nós, o que chamamos de Amor próprio", essência de valor...de vida e de princípios...


Amigo, amei seu comentário e mais ainda a sua preciosa presença em minha postagem e no meu quadro de amigos, seja bem vindo sempre e muito obrigada mesmo...

Abraços
comentou em 27/03/2012 13:34
Cecilia

Interessante postagem!

Para amarmos os outros temos que primeiro gostarmos de nós mesmos.

beijos


respondeu em 28/03/2012 13:03
Ei Jô,

Só podemos doar aquilo que temos , o amor é assim. Não podemos de maneira alguma amar sem sentirmos este sentimento por nós mesmos..pois é ele que nos fortes e protegidos pelos sentimentos de valores..auto valor...auto confiança e respeito a si mesmo.....

Beijos minha querida e obrigada pelo carinho
comentou em 27/03/2012 14:36
Olá Cecília, muito legal seu texto. Acredito que a maioria das pessoas já passou por estes momentos de completa desilusão...
Eu particularmente nunca desacreditei do amor, pra mim sempre que alguém partia eu sabia que outra estaria vindo, que apenas bastava o tempo necessário para receber o outro de braços abertos...
Hoje estou no tempo necessário, mas acredito que em breve serei abraçada novamente pelo amor...
Beijo no coração
respondeu em 28/03/2012 13:23
Ei Valéria,

Lindo o que você disse, esta espera de que o lugar vazio sempre será ocupado, uma certeza de que podera ir uma pessoa mas nunca o amor, hoje penso assim como você . Confesso que ja desacreditei no amor, ja naveguei em um poço escuro e quase me perdi por la , momentos difíceis que parece ser um caminho sem volta, um desespero na alma , e com isto ja me anulei muitas vezes, mas nada como esta escola da vida para nos despertamos e nos fazer sentir amadas por nós mesmos abrindo um caminho enorme que chamamos de auto valor, amor próprio e felicidade.

Beijos e muito obrigada sempre pela sua presença que gosto muito..
comentou em 27/03/2012 16:22
Oi Cecília,

um texto, corajoso, maduro.

Reflexões mais que profundas e verdadeiras, digo mais, não só não se ama o outro e se permite ser amada, mas creio que não se vive por inteiro, se não nos amarmos.

Um beijo
respondeu em 28/03/2012 13:25
Ei Van,

É verdade, falou e disse, rs, não se vive por inteiro se não nos amarmos verdadeiramente sem culpa , sem receios, sem baixa estima, mas nos entregarmos a nós mesmo em amor e assim nos libertarmos para um amor que nos espera.....

Beijos querida e estimada amiga e obrigada sempre