Sua opinião:
comentou em 22/06/2012 20:23
Boa noite Ebrael

Muito interessante sua materia.

Sendo assim,quero que meu Kirsh faça parte de minha essencia como pessoa.não é mesmo?...

Todos podemos possuir esse kirsh se quisermos e consentirmos...

...o dificil é conservá-lo...

beijos

joana mendes
respondeu em 23/06/2012 19:39
Boa tarde, Joana!

Desculpe-me pela demora, tá?

O "kitsch" é uma atitude quase compulsória que empreendemos como último recurso para superar uma mágoa, um trauma. É o perdão compulsório, uma indulgência para com os semelhantes, como diz o título. Quando as pessoas morrem, tbm faz-se assim. Relevamos as mágoas para com o "falecido" para que, ao mesmo tempo, descansemos e deixemos o outro descansar.

Em nossa vida, fazemos isso por diversas vezes, para que lembranças, boas ou ruins, se afastem de nós, tirando de nossos obros seu peso.

Bjss e obrigado pela visita!