Leia também:
Blogs com notícias similares:

Atualizado 6 horas atrás.

Por Luis em Opinião e Notícias desde 05/06/2008

http://luishipolito.dihitt.com Luis Hipolito Blogger

Notícias nacionais e internacionais. Artigos em geral.

Ranking 24º

Atualizado 14 horas atrás.

Por Thiago em Legal desde 11/11/2010

http://notaslegais.dihitt.com Coletto Sociedade de Advogados

Escritório de Advocacia em Ribeirão Preto, Araraquara, Sertãozinho e São Paulo

Ranking 9122º

Atualizado 6 dias atrás.

Por Notícias&dicas em Legal desde 17/04/2015

http://direitodoconsumidor.dihitt.com direito e direito do consumidor

dicas sobre direito e direito do consumidor

Sua opinião:
Uma vez, Maurício, um amigo nosso daqui do bairro esqueceu de pagar uma conta de luz, mas iria pagar a última, esquecendo-se totalmente da existência da penúltima.
A Light foi até a sua casa e cortou, na maior!
A mãe dele pagou as duas pendentes no mesmo dia do corte, porque o problema não era o dinheiro, e sim, o esquecimento mesmo!
Levaram mais ou menos 5 dias para religarem, no q ele teve q deixar até seus mantimentos de geladeira aqui em casa.
Isso é caso de reclamação ao Procon, o fato de terem demorado a religar?
Esse nosso amigo pedia encarecidamente p/ eles virem, apelando até p/ a idade da mãe e tal, mas só vieram quando quiseram.
Já soube de casos de gente q ficou quase um mês s/ energia!
É mole uma coisa dessas?!
Bjs, amigo, é bom ficarmos informados!
Mary.
comentou em 10/02/2009 15:52
Parabéns pelo excelente esclarecimento sobre o tema, Mauricio. Guardarei este artigo.

Abraços
comentou em 13/02/2009 20:26
Concordo com André, neste país esses direitos só funcionam quando se tem grana, senão não temos como brigar, por que se formos brigar pelos nossos direitos sem um advogado é fatídico não conseguir muita coisa, e a grana para pagar o advogado. E pelo menos aqui onde resido não existe justiça gratuíta, quer dizer existe mas só pró forma, pois já tentei me utilizar dela e pode esquecer porque não funciona mesmo.

Romy
comentou em 25/02/2009 23:15
Excelente explicação, mas infelizmente a justiça(?) está engatinhando para defender nossos direitos. As indenizações que os juízes "decidem" é uma verdadeira vergonha, um incentivo para que as empresas não melhorem seus serviços/produtos. Um abraço. Drauzio Milagres.