Leia também:
Blogs com notícias similares:

Atualizado 2 dias atrás.

Por em Opinião desde 31/05/2008

http://1486.dihitt.com Prazer, Alexandre!

Pensamentos(posts) pessoais sobre o cotidiano, informações e orientações sobre hiv(aids)/dst/drogas, links úteis, comunidade orkut, músicas e vídeos e também, bom humor!

Ranking 4383º

Atualizado aproximadamente 20 horas atrás.

Por Marcelo em Opinião desde 26/10/2008

http://sacodefilo.dihitt.com Saco de Filó

Humor, crítica ao absurdo cotidiano, um convite para pensar e avaliar as entrelinhas do dia-a-dia através de textos bem humorados e com conteúdo informativo.

Ranking 76º

Atualizado aproximadamente 16 horas atrás.

Por Luis em Opinião e Notícias desde 05/06/2008

http://luishipolito.dihitt.com Luis Hipolito Blogger

Notícias nacionais e internacionais. Artigos em geral.

Ranking 59º
Sua opinião:
comentou em 29/04/2012 12:44
Oi William,

Parabéns pelo texto publicado. É isso mesmo, estamos vivendo em uma época que as pessoas(por uma série de motivos: medo, pressa, insegurança, etc, etc;) deixaram de se ver, se cumprimentar...
Eu sou do tempo em que as famílias colocavam as cadeiras na calçada e quem passava recebia o cumprimento e parava para conversar...Hoje estamos todos enclausurados em nossas próprias casas.
Vamos torcer para que os bons tempos possam voltar e as pessoas possam pelo menos trocar um olhar e cumprimento.
Forte abraço amigo!!!
comentou em 29/04/2012 16:34
Olá amigo, realmente os tempos mudaram, que bom seria se ainda hoje a maioria fossem sociais, não ficando a sociedade subdivida em grupos, onde alguns se vêem mais a cima que outro (status), pendendo assim a manifestação da gentileza .
Parabéns pelo post , tenha um excelente domingo, um grande abrç .
comentou em 01/05/2012 17:06
Amigo William,
Boa tarde.
Seu texto leva a refletir sobre o preconceito e discriminação que ocorre na sociedade, muitas vezes ligada a bens materiais.
Assim, quem está numa classe social mais elevada, pelo menos na visão criada pelo próprio ser humano que se julga numa classe social mais elevada, entende que pode desprezar aqueles que estão numa classe mais humilde, sem perceber, que as dificuldades que essas pessoas enfrentam nas classes ditas mais humildes muitas vezes propiciam um crescimento espiritual e de caráter muito maior do que para aqueles que estão nas classes mais nobres, e que, na minha modesta visão, leva a crer que essas pessoas mais simples sejam as que realmente se encontram numa posição de destaque em relação a aquelas que só possuem mais bem materiais.
Assim, lhe dou enormes parabéns pelo excelente texto.
Abs.,

Glauco