A Morte não é Nada

A morte não é nada.
Eu somente passei para
o outro lado do Caminho.
Eu sou eu, vocês são vocês.
O que eu era para vocês,
Eu continuarei sendo.
Me dêem o nome que vocês sempre me deram,
Falem comigo como vocês sempre fizeram.
Vocês continuam vivendo no mundo das criaturas,
Eu estou vivendo no mundo do Criador.
Não utilizem um tom solene ou triste,
Continuem a rir daquilo que nos fazia rir juntos.
Rezem, sorriam, pensem em mim.
Rezem por mim.
Que meu nome seja pronunciado
como sempre foi,
Sem ênfase de nenhum tipo.
Sem nenhum traço de sombra ou tristeza.
A vida significa tudo o que ela sempre significou,
O fio não foi cortado.
Porque eu estaria fora de seus pensamentos,
Agora que estou apenas fora de suas vistas?
Eu não estou longe,
Apenas estou do outro lado do Caminho...
Você que aí ficou, siga em frente,
A vida continua, linda e bela como sempre foi.

 


"Santo Agostinho"

Leia também:
Blogs com notícias similares:

Atualizado 19 horas atrás.

Por Ricardo em Arte & Cultura desde 19/02/2012

http://rbcovo.dihitt.com !Mundo Suspenso

Literatura, poesias, contos, fábulas, crônicas, charges, música...

Ranking 3515º

Atualizado 3 horas atrás.

Por Ítalo em Blogosfera desde 09/01/2009

http://prosagalponeira.dihitt.com Prosa Galponeira

Blog destinado a cultura gaúcha, que trará informações sobre todas as atividades tradicionalistas e nativistas, como eventos do MTG e Festivais Nativistas.

Ranking 1294º

Atualizado 1 mês atrás.

Por Odair em Poesias desde 23/03/2012

http://eternamentepoetico.dihitt.com poesias pra quem gosta

poesias e outros

Ranking 14637º
Sua opinião:
comentou em 28/12/2009 21:25
Belíssima poesia!

Muito boa mesmo, parabéns!

Abs,

Nuzzi.
comentou em 28/12/2009 21:32
Também gostei, bela poesia para refletirmos.
abs.
comentou em 28/12/2009 21:38
Amigo,
Gostei da poesia, excelente para pensarmos um pouco. Obrigada por visitar o Compartilhando as Letras, fiquei muito feliz e honrada.
comentou em 28/12/2009 21:58
Linda poesia
não conhecia
bjs
comentou em 29/12/2009 05:32
Amigo
Bonita poesia para reflectir!
bjs
joana
comentou em 30/12/2009 17:25
Bela poesia, mexe muito com a gente, principalmente nestas épocas que sentimos tanta falta dos que partiram para o outro lado.

romy
da morte, ainda se tira coisas limdas,por que ?
tal vez ,sejamos bom o sufisiemte para nao termes medo.
tai vez sejamos santos o sufisiente para nao teme-la.
ou sabemos que temos amores que nao nos esqueseram,
ou que, nao pasemos na terra ,sem deixarmos algumas sementes.
ouuuuuouuuuououuuuuuuuuuuuuuuu
sabemos que Jesus nos espera .