Leia também:
Blogs com notícias similares:

Atualizado aproximadamente 4 horas atrás.

Por Johnes em Utilidade Pública desde 28/07/2010

http://juventudebm.dihitt.com Juventude de Barra Mansa

Educação-Esporte-Tecnologia-Cultura-Meio Ambiente-Política-Entretenimento-Eventos-Emprego-Estágio

Ranking 823º

Atualizado aproximadamente 18 horas atrás.

Por Luis em Opinião e Notícias desde 05/06/2008

http://luishipolito.dihitt.com Luis Hipolito Blogger

Notícias nacionais e internacionais. Artigos em geral.

Ranking 59º

Atualizado 5 dias atrás.

Por Rafael em Contos e crônicas desde 18/06/2011

http://luanegra.dihitt.com As crias de Lilith

Ficção, contos de terror

Ranking 7909º
Sua opinião:
comentou em 12/06/2012 22:50
A doutrina espírita apoia o aborto sim. Ela se refere no livro dos espíritos na página 253, pergunta número 359 > Dado o caso que o nascimento da criança pusesse em perigo a vida da mãe dela, haverá crime em sacrificar-se a primeira para salvar a segunda? R. Preferível é se sacrifique o ser que AINDA NÃO EXISTE a sacrificar-se o que já existe. Isso Milton é sim apoiar o aborto, em vista que em maioria dos abortos acontecem antes do nascimento. Para o espiritismo antes do nascimento do bebê, formado dentro do útero, independente do mês de gestação não existe. Se não nascer não existe. Isso é concorda sim com o aborto.

A explicação de dizer que o espírito só encarna depois que nasce é um tipo específico de dogma. Não há sentido em dizer isso, não existe. É desrespeitar VIDA e até mesmo o princípio elevado que é a concepção de um espermatozóide com o óvulo e após gestação de 9 meses perpetuar a espécie.

A pergunta e a resposta dada pelos "espíritos superiores, ministros de Deus" a Allan Kardec esta bem expressada e transparece tudo o que disse acima. Não há contra argumentação em vista que o termo "não existir" é bem denotado a referência que se faz aos 9 meses de gestação que uma mulher passa e ao que há formado dentro do útero nesse período.

Para refletir :

http://espiritosnuncamais.blogspot.com.br/2012/05/decodificando-codificacao.html (Se quiser saber do aborto - final do post)